Adesões ao Manifesto (atualmente com mais de mil assinaturas)

Para aderir ao Manifesto acima, envie e-mail para emdefesadaeducacaopublica@gmail.com, informando nome e instituição de ensino superior, pública ou privada, onde atua ou atuou.

Até o momento contamos com mais de 1000 assinaturas, a intenção é conseguir o maior número até o final deste mês, para tornar público o que os professores universitários pensam acerca da Educação Pública sob a égide de José Serra.

Na medida que for aumentando o número de adesões, faremos a lista circular pelos meios de comunicação.

Na lista atual constam 801 assinaturas, tentaremos liberar todas até o final do dia.

About these ads
52 comentários
  1. carlos roberto de carvalho disse:

    viva o ensino publico na república de Dilma !

  2. José Carlos de Medeiros Gondim disse:

    Que se condigam a mais de 2000 assinaturas. Da minha parte, vou repassar urgente.

  3. Maria Lucia Salgado disse:

    Acredito que qualquer construção política dependa da educação. Por um governo educador, voto contra Serra!

  4. Jose Luiz da Siveira Ballock disse:

    É a educação e a Cultura retomando dialéticamente seus eixos
    Ex-professor Cefet Santa Catarina.
    Atualmente Conselheiro de Cultura em Niteroi/RJ
    Subsetorial de Cinema e Video

  5. Maria Lucia Boarini - UEM disse:

    Lentas, árduas e ainda muito longe do ideal tem sido as conquistas sociais da população brasileira. Não há porque patinar ou retroceder. Seguimos com Dilma.

  6. CLAUDEMIR BELINTANE disse:

    Duas professoras em sala de aula? Alunos aprendendo mais?
    Leiam artigo de minha autoria (dois anos de pesquisa na rede pública): “Oralidade, alfabetização e leitura: enfrentando diferenças e complexidades na escola pública” – está no prelo da revista Educação e Pesquisa (será publicado em janeiro de 2011, mas posso enviar por e-mail.

  7. Eliane Jacqueline Mattalia disse:

    O diálogo de Serra com os professores é com cassetete. Deve ser um caso de esquizofrenia, pois ele se diz professor.

  8. Antônio Sérgio Ananias disse:

    Queridos Professores,

    fui aluno da UFJF- Federal de Juiz de Fora-MG, nos anos em que o governo FHC esteve no comando de nosso País. Nesse mesmo período, eu era empregado público da Caixa Federal. Lembro-me muito bem de como os servidores e empregados públicos eram tratados pelo então governo FHC. Éramos responsabilizados pelas mazelas vividas até então pela sociedade brasileiria. Este foi um mote usado por aquele governo para privatizar diversas estatais, quase fazendo o mesmo com o ensino federal superior.
    Infelizamente, nos dias atuais, há estudantes que cursam a graduação no ensino superior federal e votam no candidatio Serra. Pergunto, por que os professores federais, que vivenciaram tal momento negro em nossa história, deixam de esclarecer aos atuais graduandos acerca da ação de desmonte do governo FHC e seu então ministro de educação Paulo Renato de Souza. Faltam poucos dias para a definição do futuro Presidente da Reública e do rumo que nosso Páis vivenciará. As ações de esclarecimento precisam se acelerar. Nosso trabalho é de”formiguinha”.

    Um grande abraço e total apoio de minha parte.

    Antônio Sérgio Ananias
    Psicólogo

  9. Carmen Lucia Brancaglion Passos disse:

    Por um governo que investe na Educação para todos. Dilma, presidente!

  10. Pedro Castro disse:

    Retrocesso neoliberal na educação, nunca mais!

  11. Regina disse:

    Não sou professora mas quero parabenizar aos professores pela iniciativa, dizer que apóio este manifesto e estou divulgando-o.
    Não podemos permitir a eleição de um governo opressor, anti-democrático e totalmente vinculado a interesses privados.
    Um grande abraço

  12. Elenise Scherer disse:

    Não quero viver nunca:
    – a privatização das IES
    – o sucateamento das IES
    – sem aumento salarial por 08 anos
    – falta de concursos publicos para docentes e servidores
    – falta de investimentos e verbas para pesquisa
    ete,etc,etc
    Minha memorial não é curta.
    E parabéns pela iniciativa de fazer este manifesto
    Elenise Scherer – UFAM

  13. Larissa Favero de Camargo disse:

    Quero deixar aqui o meu apoio e agradecer aos senhores professores, que se importam com a educação no país, por este manifesto. Sou e sempre fui estudante da rede pública, foi realmente difícil chegar até a Universidade, considerando o péssimo ensino básico a que tive o azar de vivenciar. Se tivesse que depender das escolas estaduais (aqui de SP) em que estudei, jamais chegaria onde estou agora (Universidade Pública). Tive que estudar em casa, na biblioteca da cidade e etc, com a ajuda do meu pai e demais familiares, para conseguir vencer o vestibular, afinal, na escola fundamental não fazia nem prova.
    Acho uma ofensa Serra dizer que as escolas estaduais de SP são boas. Eu estava lá e não vi nada de bom, apenas sofri muito depois, tendo que aprender tudo o que não aprendi lá.
    Mas a Universidade de São Paulo, em que estudo agora, também vem abarrotada de problemas, com greves todo ano e por aí vai.
    Por isso e muito mais rejeito completamente a idéia de ter Serra no governo federal.

    Obrigada pela iniciativa!

  14. michael disse:

    Sou Economista e vivenciei os anos da época FHC na Universidade e sei muito bem o que houve. Porém, não adianta ficar apenas na internet passando abaixo- assinado para os professores.

    Os Professores de São Paulo têm que se manifestarem e irem as ruas  !!!  Não moro em SP, mas os professores têm que fazer uma greve geral perto das eleições !!!!!!!!   Tem que desmascarar esse Serra e mostrar quem ele é !!!!!!!
    Abraçosss !!!! 

  15. Alexandre Magno Rodrigues Teixeira disse:

    Universidade Estadual Vale do Acaraú

  16. Eliana C. Neto disse:

    Fui aluna da UFJF e UFRJ.
    Estou super feliz com a iniciativa de vcs.
    O PSDB tentou acabar aom a universidade pública brasilçeira.
    Vários que assinam o manifesto já foram meus professores.
    É um orgulho vê-los comprometidos com o ensino e com o destino
    do Brasil.
    PSDB nuca mais!
    Serra jamais!

  17. Eliana C. Neto disse:

    Errata: com a universidade pública brasileira.

  18. flavia disse:

    No governo FHC vimos proliferar as faculdades particulares, no governo lula as publicas!
    Voto Dilma

  19. Por um governo que dê continuidade a política educacional do governo Lula, voto contra Serra! Voto em Dilma – 13!

  20. Luciene Mendes Sales disse:

    UNIPAC-GOVERNADORVALADARES/MG
    Por um governo que dê continuidade a política educacional do governo Lula, voto contra Serra! Voto em Dilma – 13!!!

  21. Quando iniciar a divulgação busquem por blogs em http://noticiagratis.blogspot.com e não esqueçam de divulgar para toda a campanha oficial da Dilma, para o PT e o Vermelho.org, Carta Capital, IstoÉ, e como ninguém é bobo, Folha e Estadão! :D

  22. VLO disse:

    Ontem mandei meu pedido de assinatura do manifesto mas meu nome não está na lista.
    Por favor vejam meu e-mail e coloquem meu nome nessa lista.

  23. Sou ex-aluno do curso de doutorado em Fundamentos da Educação. na UFSCar – São Carlos- SP. Na qualidade de docente e pesquisador do pensamento de Paulo Freire e Álvaro Vieira Pinto não poderia de me furtar e marcar posição neste pleito a favor da educação publica deste país.
    José Ernesto de Fáveri.

  24. Alceu Ravanello Ferraro disse:

    Concordo plenamente com o manifesto

    • Lorena Holzmann disse:

      Fui Pró-Reitora de Graduação na UFRGS, no Período FHC/Paulo Renato e vive, por dentro, o que foi a tentativa de desmonte dosistema federal de esnsino superior, por isso, espero que o eleitorado brasileiro tenha o bom senso de não deixar que esta turma retorne. Não queremos que retomem aquele ataque, em geral e, particularmente, o ensino federal público.

      • Cara professora,
        estamos colocando seu nome entre os signatários do Manifesto.

  25. cesar disse:

    Já assinei a lista e meu nome ainda não foi postado.

    CESAR C. COLUCCI – UNIV. EST. MARINGÁ

    • Caro professor,
      Colocamos eu nome na lista de adesões. Na próxima atualização estará lá.
      Obrigado,

  26. Sérgio Ricardo Ribeiro Lima disse:

    Não podemos admitir que a EDUCAÇÃO neste país seja totalmente mercantilizada, favorecendo os usurpadores nos bastidores do poder público indireto, enclausurados na Assembléia Legislativa.

  27. FALA SÉRIO é um jornal diário de uma página. Seu objetivo é disponibilizar para o eleitor brasileiro informações que a grande mídia esconde do público, mas que são essenciais para o exercício qualificado do voto.

    O conceito de propagação de FALA SÉRIO! é viral-real. A distribuição por internet tem por objetivo colocar cópias eletrônicas do jornal nas mãos do maior número possível de pessoas.

    Mas esse é somente o primeiro passo. É importante que as pessoas tenham disponibilidade não somente para disseminar FALA SÉRIO! via internet, mas também para imprimir e distribuir o jornal na rua, em lugares de grande fluxo.

    Participe também do FALA SÉRIO! Você pode:
    - Enviar para o email falaserio@falaserio.net o contato de pessoas que possam estar interessadas em receber o jornal por email.
    - Acessar diretamente o site http://www.falaserio.net, e baixar o jornal.
    Aí é só imprimir e sair distribuindo nas ruas, em pontos de grande movimento.

  28. Fatima disse:

    Bravo maravilha que cheguem logo as 5000 ,pen a que nao entregam amanha com manifesto dos artist as no Leblon

  29. Adriano Nascimento disse:

    Caros,

    Já solicitei por e-mail, mas reforço por aqui também o pedido de inclusão de meu nome.

    Adriano Nascimento – UFAL

  30. Marcio Capriglione disse:

    Quero assinar

    Professor da UFRN

  31. Ercilia Simone Dalvio Magaldi disse:

    faço questão de assinar
    Professora Dra da FACIS/IJEP

  32. Por mudanças na Educação, principalmente no Campo.
    Faço questão de Assinar.

    Professora Municipal
    Garanhuns – PE

  33. Bonifácio Feitosa disse:

    Temos que fazer algo. Temos que usar algo. Temos que unir algo.
    Fazer uma corrente sólida. Usar a internet, essa maravilhosa ferramenta, para proliferar nossa indignação contra a corrupção. Unir nossas forças contra o terror do PSDB. Brasileiros UNIVOS.

    Atenciosamente,

    Bonifácio Feitosa.

  34. Jorge disse:

    Ilmos Professores, de certo V. Exas. devem estar tranquilos e confiantes em relação à Dilma, pessoa de idoneidade comprovada cujos parceiros polítcos assim o são também. Não vou entrar no mérito da discussão, pois tamanha autoridade dos doutos que subscrevem me desencoraja para tanto. Contudo, imagino que tais proeminências estejam certos de que as políticas petistas são exemplares na seara da educação, a começar pela boa instrução tanto do Presidente como de sua candidata, que sempre articula muito bem o vernáculo pátrio.

    Aliás, ínclitos professores universitários, aproveito a oportunidade para saudá-los pela belíssima imagem do ensino superior brasileiro mundo afora, sempre referência onde quer que se vá, nunca atrás de países como Argentina, Chile e Índia. Quem sabe tal imagem é responsabilidade de 8 anos de governo FHC, mas jamais de 8 anos de governo lulista (depende do ponto de vista, se o “lulo” entender como elogio, o mérito é dele, se acertadamente entender o sarcásmo e ver a crítica, com certeza a culpa é do outro, quem quer que seja). O interessante é que, mesmo depois de 20 anos de PSDB em SP e todas as mezelas que esse partido tão perverso trouxe consgio, dentre as poucas referências nacionais em ensino superior todas as Universodades públicas paulistas se destacam entre as melhores do país, a UFSCAR (federal) nem tanto.

    Se o Manifesto é verdadeiro, como se espera (já que tudo que vem dos vermelhos, vem sempre eivado de desconfiança, haja vista os inúmeros despautérios que os macularam ao longo de 8 anos de companheirismo enfadonho) só me resta lamentar, não pelos problemas amplamente conhecidos na área da educação (que evidentenmente não é culpa de um só governo, mas de vários ao longo do tempo), mas pela inclinação política fruto de razões as quais eu prefiro dizer que desconheço.

    • Egroj disse:

      Observa-se que você tem muita confiança no que vem dos demotucanos. Nem precisa dizer quais são suas razões, pois se conhece de que inclinação política são fruto.

  35. Sauli Santos disse:

    Gostaria de lembrar e se possível inserir no manifesto, que o governo Serra não respeitou a consulta da USP para reitor e NÃO nomeou o candidato mais votado (FHC já havia feito o mesmo na UFRJ). Sou contra governos do PSDB.

  36. Angela disse:

    Por um governo que dê continuidade a política educacional do governo Lula, voto contra Serra! Voto em Dilma – 13!

  37. Sou professora Estadual aposentada do RS . Luto por um governo que dê continuidade a política educacional do governo Lula, voto contra Serra! Voto em Dilma – 13!

  38. anonipopo disse:

    Porém, esses assim fizeram por achar que Lula, que não tem nível superior, porquanto, nunca estudou com tais, ser até melhor do que todos que tinham. Quando se sabe que ninguém que libera verba pública deixa de ter nível superior, sendo o Brasil um dos países mais corrupto da face da terra, tal manifesto torna-se inútil para o povo. E fica mais ainda, quando esse sabe que tais criaram universidade pública de tal forma que é mil vezes melhor arranjar um cargo e deixar sala de aula, coisa que hoje só é ocupada por gente incompetente que nem sabe adular para ter um cargo ou por idiotas que preferem ministrar aula e viver na miséria.

  39. anonipopo disse:

    Para todos os efeitos, a ditadura já teria acabado em 1985. Quem mais teria poder para impedir tal coisa, fora militar, do que os docentes de universidade pública nomeados sem concurso e/ou fajuta (isso não só durante essa), salvo raríssimas exceções, pela ditadura que ainda estão na ativa, os que professam da ¨moralidade¨ pública gerada por tais e asseclas de sempre? Quem, fora esses, seria capaz de construir uma mentalidade que nos dias de hoje defende que a ditadura foi tão branda que só fugiu do Brasil nessa época quem era um arrematado medroso, caso que induzem ter sido até por pura irresponsabilidade?

  40. Roselene de Fatima Coito disse:

    tendo em vista que o Dirieto à Educação Pública, gratuita e de qualidade é defendido e garantido pela Lei Maior para os cidadãos brasileiros e avaliando essa defesa por governos que passaram por nosso País, sem dúvida o governo Lula foi o que mais se debruçou sobre e aplicou esse direito aos cidadão brasileiros, com abertura de novas instituições públicas brasileiras e com medidas que favorecem a todos os cidadãos. Por isso, meu manifesto de apoio incondicional à Educação.

    Roselene de Fatima Coito (UNIOESTE)

  41. Marcone Sampaio de Oliveira disse:

    Sabemos do que o Paulo Renato fez com o ensino técnico e com os servidores da Educação deste País.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 97 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: