PUC-SP fechou disciplinas de 6 cursos, dizem alunos

Eles afirmam que estão sem aula por causa das mudanças; instituição nega cortes e fala em ‘remanejamento’

Felipe OdaO Estado de S.Paulo (25.fev.2011)

Alunos e professores de seis cursos da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) afirmam que a instituição fechou disciplinas, deixando estudantes sem aula. De acordo com docentes que pediram para não serem identificados, cerca de 400 disciplinas teriam sido retiradas da grade curricular.

Entre as disciplinas eliminadas existem matérias repetidas, pois há mais de uma turma cursando o mesmo semestre da graduação. Em Administração, por exemplo, teriam sido fechadas 92 disciplinas.

Os alunos só foram comunicados das mudanças quando as aulas começaram, no dia 14. Ao retornar das férias, Verônica Rodrigues Castilho, de 21 anos, descobriu que as seis disciplinas que deveria cursar neste semestre, o terceiro do curso de Economia, haviam sido fechadas. “A situação prejudica nossa formação”, lamenta. “Alegaram que as turmas de disciplinas com menos de 25 alunos seriam extintas.”

Segundo alunos e docentes, foram afetados, além de Economia e Administração, os cursos de Psicologia, Fonoaudiologia, Ciências Contábeis e Ciências Atuariais. Em Ciências Contábeis, até calouros enfrentam dificuldades. Uma aluna relatou que ainda não ingressou no curso porque, segundo a PUC, a turma não teria atingido o número mínimo de alunos. Ela foi orientada a esperar pela formação de uma nova classe, o que pode não ocorrer neste semestre.

Matriculada em 12 disciplinas do terceiro semestre de Psicologia, Rachel Macedo, de 18 anos, só cursará 4. E resolveu, por conta própria, procurar salas em que as matérias estão sendo oferecidas normalmente. “Oito foram canceladas. Estou assistindo às aulas em outra sala para não “tomar” falta”, conta.

Os alunos dizem ainda que foram lesados porque fizeram o pagamento integral de disciplinas que não estão cursando. “Em janeiro e fevereiro pagamos a grade cheia”, diz Rachel, que pagou R$ 1,8 mil por mês. “Já no boleto de março, o valor é de R$ 570. A PUC só está confirmando que não terei as outras matérias.”

A assessora da pró-reitoria de graduação da PUC, Yone de Carvalho, afirma que não é correto dizer que turmas e disciplinas foram canceladas. “O que ocorre é um remanejamento de alunos”, declarou Yone.

A professora diz que turmas com menos de 25 alunos foram realocadas para garantir uma “adequação ao projeto pedagógico”, o que não deve ser entendido como sinal de crise financeira. “A crise da PUC é um grande mito. As mudanças têm ligação com a viabilidade econômica, elas ocorrem devido ao processo de reorganização e para evitar uma crise econômica.”

Contrato. O fechamento de disciplinas foi criticado pela Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC). “Mudanças na grade curricular devem valer obrigatoriamente para os estudantes novos, que ingressam na instituição a partir da alteração”, diz o ministério, em nota divulgada ontem. O órgão admite mudanças para alunos que estejam no meio do curso, “desde que acordadas entre as partes”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: