arquivo

Arquivo da tag: PSDB

Por interesses particulares a mídia brasileira briga com os fatos

A grande imprensa (Folha, Estado, Globo, Band e afins) prossegue brigando contra os fatos ou os ocultando em nome de interesses outros que o princípio básico do jornalismo que é informar. Assim, mais uma vez omitem um movimento grevista que coloca em cheque as políticas do PSDB para áreas sociais, com ênfase para educação. Veja mais na carta a seguir publicada no blog Viomundo:

Sou professor do Centro Paula Souza (Autarquia do Governo de SP).

Estamos em greve há quase um mês  por conta do arrocho salarial ocorrido nos governos do PSDB em SP.

Existem vários motivos para justificar essa greve, mas o objetivo desse contato é tentar apagar esse silêncio da imprensa paulista em relação a este movimento e às Etec’s [Escola Técnica Estadual] de maneira geral. Read More

Anúncios

Fonte: Rede Brasil Atual

São Paulo – Uma pesquisa da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) detectou que os professores da rede estadual de ensino oficial de São Paulo têm a menor porcentagem da jornada de trabalho destinada a atividades fora da sala de aula de todo país. Apenas 17% da jornada dos docentes paulistas está comprometida com atividades preparatórias e de formação. Já 83% do tempo do professor é dedicado a atividades com alunos em salas de aula. Read More

Fonte: Fábio Takahashi Folha de São Paulo

O rendimento dos alunos das séries finais (5ª à 8ª) do ensino fundamental da Prefeitura de São Paulo piorou na avaliação municipal do ano passado. Por outro lado, nas séries iniciais (1ª à 4ª) os estudantes evoluíram em relação ao exame anterior.

Chamado de Prova São Paulo, o exame avaliou estudantes com testes de língua portuguesa e matemática. Read More

Fábio TakahashiFolha de São Paulo

Formado na USP, Edson Rodrigues da Silva, 31, foi aprovado ano passado no concurso público da rede estadual para ensinar matemática. Passou quatro meses no curso preparatório obrigatório do Estado para começar a lecionar neste ano no ABC paulista. Ao final do primeiro dia de aula, desistiu.

“Vi que não teria condições de ensinar. Só uma aluna prestou atenção, vários falavam ao celular. E tive de ajudar uma professora a trocar dois pneus do carro, furados pelos estudantes. Se continuasse, iria entrar em depressão. Não vale passar por isso para ganhar R$ 1.000 por 20 horas na semana.” Read More

da Rede Brasil Atual

São Paulo – A ONG Ação Educativa pediu ao Ministério Público Estadual (MPE) abertura de inquérito civil público para apurar denúncias de irregularidades na compra de materiais escolares para a rede oficial de ensino do Estado de São Paulo. Segundo a entidade há indícios de compras acima dos preços de mercado e de “cartelização” – preços combinados entre concorrentes na licitação. A Secretaria Estadual de Educação nega que haja superfaturamento e problemas no sistema de compras. Read More

A matéria do iG que segue acena para o que dissemos neste blog sobre a educação paulista nos últimos dezesseis anos, ou seja, que ela aprofunda a diferença entre escolas estaduais tidas com boas e as avaliadas como ruins. Segundo a matéria, estudantes que residem na periferia deslocam-se de seus bairros para escolas em regiões centrais, preterindo as que ficam próximas de suas casas, pelo simples fato de que as primeiras são sempre melhores. Isso é reflexo de um projeto educacional absolutamente excludente e catastrófico, que ao invés de diminuir a desigualdade, consegue ampliá-la no interior dos próprios serviços prestados pelo Estado de São Paulo.

Volta às aulas: alunos fogem da periferia em busca de sossego

Escola em área central de São Paulo recebe estudantes de pelo menos cinco bairros afastados. “Perto de casa é ruim”, diz aluna

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo (10.fev.2011) Read More

*Nota do Sindicato dos Metroviários de São Paulo

Em vista da pretensão do governador Geraldo Alckimin, através das declarações do secretário de Transportes Metropolitanos Jurandir Fernandes, publicadas dia 4/02, em ceder a Linha 5 – Lilás para a iniciativa privada através da Parceria Público-Privada – PPP, o Sindicato dos Metroviários de São Paulo manifesta seu repúdio a mais essa tentativa irresponsável de lidar com o patrimônio público por parte do governo, e pela sua falta de comprometimento com os interesses dos cidadãos que são: um transporte público decente com tarifa reduzida. Read More